10.6 C
Curitibanos
quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Curitibanenses promovem festival de curta-média metragem aberto ao público

Equipe trabalha desde maio na organização do evento programado para os dias 16 e 17 de julho

Nos próximos dias 16 e 17 de julho, um evento deve marcar a história da cultura de Curitibanos. Trata-se do 1º Festival Curta-média metragem Curitibanense, realizado pela produtora de cinema Kong Filmes, no auditório da Secretaria de Educação e Cultura. De acordo com um dos idealizadores, Lucas Carvalho, o festival é um evento tanto para expor o trabalho de cineastas e atores brasileiros e a produção em geral, quanto para agregar e estimular a cultura e a comunidade curitibanense. Ele explica que a organização iniciou em maio, com o envolvimento de toda a equipe, formada por Lucas Carvalho (roteirista, cinegrafista e diretor de cinema), Isadora Petris de Lima (maquiadora, atriz e co-produtora), Gabriel Lima Leodoro (diretor de cinema), Jeff Melo (cinegrafi sta e ator) Bruno Moraes (microfonista e ator) e Marcelo Petris (assistente de produção).

“Nós somos uma pequena e amadora produtora de cinema, que deu início aos trabalhos em 2016, com o diretor e cinegrafista Lucas Carvalho e sua melhor amiga Isadora Petris, como maquiadora, tudo de forma muito amadora e com pouquíssimos recursos. Desde então, os projetos e gravações se tornaram cada vez mais elaborados e aperfeiçoados, bem como os equipamentos”, revelou Lucas. Entre os trabalhos do grupo, estão o filme “A Casa 12”, inspirado no livro de Gabriel Lima Leodoro, que recebeu, inclusive, menção de Congratulações da Câmara de Vereadores de Curitibanos; e também o curta-metragem “O diabo está voltando”, inspirado na obra Cacto Seco, do escritor curitibanense Marcelo Petris.

Conforme o diretor, num primeiro momento, as expectativas com a realização do festival não eram tão grandes, mas logo no segundo dia da publicação a produtora curitibanense conseguiu atrair produtores do Tocantins e Paraíba, dando uma dimensão maior ao festival e se transformando num evento nacional, com a participação de produtoras de vários estados como Santa Catarina, Bahia e São Paulo. “O festival é muito importante para resgatar a cultura local e conhecer outras através da sétima arte, tornando comum e viável ao público em geral a ida ao cinema. A partir deste, e de outros projetos da Kong Filmes, queremos atrair e descobrir novos talentos”, adianta.

O evento, que é aberto para toda a população, inicia às 19 horas e terá como valor da entrada um quilo de alimento não perecível. Os organizadores também estarão arrecadando roupas e cobertores para pessoas carentes. “Estamos confiantes de que será um grande sucesso, o que nos motivará a aprimorar e chegar mais longe com a nossa arte. Estamos em constante evolução e, apesar da falta de recursos, reconhecimento e muitos improvisos, continuamos firmes em busca da realização desse sonho”, concluiu o diretor.

Para acompanhar a história da produtora e assistir aos trailers de filmes, basta acessar o canal Kong Filmes no YouTube.

Receba notícias direto no seu celular, através dos nossos grupos. Clique no link para participar:

WhatsApp

Destaques

Últimas notícias