Curitibanos,
35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Alerta para saúde do homem com novembro azul

21 Novembro 2017 06:28:00

Franciele Gasparini

Médico explica os quatro principais fatores de risco de mortalidade masculina



SAÚDE DO HOMEM. Urologista Felipe Trentin Neves salienta importância de exames e diagnóstico precoce de doenças. (FOTO: ARQUIVO/ASEMANA)

"A mortalidade masculina é maior que das mulheres em praticamente todas as faixas etárias e em praticamente todas as causas". Quem afirma é o médico especialista em Urologia Felipe Trentin Neves. Iniciada com o intuito de prevenir o câncer de próstata, a Campanha Novembro Azul se expandiu e reforça a saúde do homem de uma maneira global, contemplando diversos aspectos.  

De acordo com o médico, existem quatro principais causas de mortalidade masculina: causas externas, doenças do aparelho circulatório, neoplasias es doenças respiratórias. Entre as causas externas, estão relacionados os acidentes de trânsito, de trabalho e a violência. O urologista destacou que todos estão sujeitos à violência, mas a incidência com homens é muito maior, seja autor ou vítima.

Conforme o médico, há um grande número de homens executando funções insalubres, por isso, é muito importante reforçar o cuidado com o uso de EPI e a execução de serviços, além de seguir as normas de segurança no trabalho. Alcoolismo e o tabagismo também estão na lista, uma vez que, o homem geralmente começa a beber cada vez mais cedo, sob influência do meio social e da mídia. Os danos são tão graves que o médico informou que índice de dependência alcoólicas dos homens é maior que nas mulheres e chega a 19%. O número de cigarros consumidos pelos homens também é maior que pelas mulheres. Sozinho, ele é responsável por 45% dos casos de infarto, 25% dos derrames, gera consequências pulmonares, neoplasias de pulmão e bexiga, câncer de boca e laringe, além de doenças respiratórias obstrutivas.

Em segundo lugar no ranking de causas de mortalidade, estão as doenças cardiovasculares, como infarto e AVC, popularmente conhecido como derrame. Os principais fatores são obesidade, sobrepeso, sedentarismo, tabagismo, hipertensão, colesterol alto, alcoolismo e diabetes, além de alguns fatores genéticos que podem contribuir para essas doenças.


"Por isso, é importante iniciar a prevenção na população jovem, pois é quando se consegue reverter o quadro de doença. Quanto antes descoberta, mais fácil de tratar", frisou.


Em terceiro lugar, estão as neoplasias, que englobam os tumores de pele, próstata, pulmão, cólon e reto (intestino), respectivamente. Segundo Felipe, o destaque é para as prevenções primárias, através de medidas a fim de evitar o surgimento de um câncer; e prevenção secundária, com a detecção precoce aumentando a chance de cura. O médico enfatizou que o câncer de próstata é silencioso e costuma não dar sinais, reforçando ainda mais a importância dos exames regulares, sobretudo o PSA.

Em quarto lugar no ranking, estão as doenças pulmonares, entre elas de vias respiratórias como enfisema e bronquite, sobretudo em função do cigarro.


DIA D

O Dia D da Campanha Novembro Azul será no próximo sábado (25), quando os postos de Saúde do bairro Bom Jesus, São Luiz, Getúlio Vargas e o Pronto Acolhimento estarão abertos, das 8 às 11h30' e das 13 às 16h30', para exames de aferição de pressão arterial, glicemia capilar, testes rápidos de HIV, Sífilis, Hepatite B e C, vacinação contra Hepatite B, Tétano e Febre Amarela.


OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711