ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

Para ser educador, é preciso afeto

12 Novembro 2018 09:06:00


Gilmara de Moraes Heusser - Coordenadora pedagógica

É impossível pensar em Educação infantil dissociada de afetividade. Há uma grande responsabilidade por parte dos educadores na construção emocional das crianças, porém, os profissionais que se propõem a educar crianças bem pequenas também precisam estar preparados emocionalmente, afinal, serão eles, os responsáveis pela construção de seres humanos capazes de olhar o mundo com um pouco mais de sensibilidade.

O que acontece é que a maioria dos profissionais não estão emocionalmente preparada para assumir esse papel de estruturar bases psicológicas tão fundamentais inerentes às crianças.

Os profissionais de educação infantil buscam o interesse das crianças, em atividades mirabolantes, cheias de cores e opções, texturas, formas e tamanhos e esquecem que o essencial para criança é a confiança e afeto.

"A GRANDE PAIXÃO DA MINHA VIDA É EDUCAR ASSOCIADO A MUITO AFETO"

Se a criança não confia e não tem afeto por quem a educa ou ensina, as demais funções elementares, cognitivas, não se desenvolverão harmonicamente, ficaram presas ao medo, ao receio ou o mecanicismo, que a evolução histórica da educação tenta superar ao longo dos anos.

O que te faz sair todos os dias da sua casa, para um ambiente barulhento? Que provavelmente não será recebido com aroma de rosas? Sim, há muitos educadores de almas azedas, que ali estão porque querem garantir seu ganha pão. Mas não os culpo de maneira generalizada, a parte da culpa também do sistema decadente.

Os profissionais da Educação Infantil deixaram marcas profundas na alma, marcas que o tempo vem amargurando, marcas que as vezes nem um olhar fraterno de uma criança é capaz de mudar.

Um apelo aos que escolhem a Pedagogia: sejam amáveis, sejam gentis. As crianças, famílias e a sociedade agradecem.


OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711