37 anos.png
37 anos.png
  
banner-ki-sbaor.png

Valor que vem da terra

Por AS


(ILUSTRAÇÃO: JOÃO MORAES)

Curitibanos está situada em região onde a agricultura comanda grande parte da movimentação financeira. Somente relacionado às frutas locais, um relatório de atividades anual da Epagri, mostrou que o município contava, na safra 2017/2018, com 45 hectares de terra dedicados à fruticultura, com produção em torno de 365 toneladas, movimentando uma renda de R$ 1.116.762. 

Os grandes responsáveis por esta quantia são os trabalhadores que levantam cedo, dormem tarde e não desistem, mesmo diante do Sol forte e adversidades climáticas, de cuidar e investir em sua produção. Para quem não conhece, vale o passeio pelo interior do município, onde, cada vez mais, os produtores estão aprimorando suas atividades e ampliando as opções do que é produzido em suas terras. São famílias inteiras que se dedicam ao trabalho no campo, que, muitas vezes, mostra-se ingrato com desvalorização e falta de mercado para venda do fruto de seu exaustivo trabalho.

A falta de mercado é apontada como um dos principais desafios da agricultura familiar, que precisa de maior incentivo para que a produção chegue até o consumidor final. Das frutas colhidas nas terras curitibanenses, destacam-se a uva, morango, pera, mirtilo e, em quantidades menores, figo, ameixa e amora, que estão sendo testados e já apontam bons resultados de colheita.


"O alimento que comemos é fruto do trabalho de inúmeras famílias"


O alimento que comemos é fruto do trabalho de inúmeras famílias, que, muitas vezes, passam despercebidas em um mundo acelerado e desatento, que, por vezes, não tem ideia de que os alimentos são frutos de um trabalho diário que vai muito além das gôndolas dos supermercados. Assim, o grande desafio da sociedade atual vai além de aumentar a produção de alimentos de forma a atender à demanda de uma população ainda crescente. Mas, também, está na valorização daqueles que fazem da terra seu sustento e que nos agraciam, diariamente, com nosso alimento.

Em Curitibanos, ainda há a possibilidade de compra direta com os produtores, com oportunidade de conversar sobre como o alimento é produzido e conhecer as diferentes realidades existentes em uma única cidade. A esperança permanece na construção, inauguração e divisão de espaços como o Mercado Público, onde há o objetivo de valorização do produto da terra. A nós, resta aguardar o empreendimento e a chance de valorizar o trabalho feito pelos nossos conterrâneos.


OculoseCia.gif
Conexão master site.png

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711