ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

A saúde não pode esperar

13 Abril 2019 09:25:00


(Charge: João Moraes)


Hospitais de Santa Catarina estão comemorando a derrubada de um veto do governador Moisés pela Assembleia Legislativa que pode representar um fôlego a instituições filantrópicas do Estado. Com a decisão quase unânime dos deputados estaduais, o governo fica comprometido a repassar mais recursos para hospitais como o Hélio Anjos Ortiz, em Curitibanos. 

Essa garantia de repasses chega em um momento de turbulência, em que unidades hospitalares como a nossa lutam para manter os serviços prestados à população, em meio a uma crise que atinge todos os setores. Sabe-se que muitas áreas são importantes ao desenvolvimento e à qualidade de vida de uma comunidade, mas a saúde tem uma prioridade inquestionável, uma vez que é por ela que se traça uma linha tênue entre vida e morte.

Já passamos, em Curitibanos, por uma situação crítica de falta de recursos, quando nosso hospital esteve muito próximo de fechar as portas. Na prática, isso significa dizer que milhares de pessoas ficariam sem atendimento, incluindo casos de urgência, dependendo de deslocamento a outras cidades em busca de apoio médico.

Na próxima semana, uma comitiva curitibanense estará em Florianópolis para negociar com a Secretaria de Saúde a renovação do convênio com o Hospital Hélio Anjos Ortiz. Espera-se que voltem de lá com boas notícias e que o governo do Estado mostre-se sensível às necessidades da instituição para garantir o atendimento de quase 40 mil pessoas por ano.

Os recursos que, agora, o Estado será obrigado a repassar aos hospitais são essenciais à prestação de um serviço de qualidade, mas não são suficientes para atingir esse objetivo. Atendimentos médicos são caros, equipamentos são caros e a manutenção de uma estrutura tão complexa custa caro. Mas cuidar da saúde dos catarinenses não pode ser visto como uma despesa comum, porque salvar vidas não tem preço.




OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711