ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

A hora da mudança

05 Janeiro 2019 07:11:00


(Charge: João Moraes)

Diz uma frase atribuída a Albert Einstein que é insanidade esperar resultados diferentes fazendo sempre as mesmas coisas. A autoria pode ser questionável, mas seu conteúdo, certamente, é bem verdadeiro e expressa bem esse início de ano, quando novos governantes chegam à chefia do Executivo, no Brasil e em Santa Catarina, embalados por uma onda que clamava por mudanças. 

O eleitor deu seu recado nas urnas e, na esperança de melhores administrações, elegeu políticos que representavam algo novo. Agora, eles assumiram seus postos e precisam começar a executar pelo menos parte das transformações que pregaram durante as campanhas.

E não será tarefa fácil. Primeiro, por uma questão financeira, já que os orçamentos, tanto do Estado quanto da União, são bastante restritivos em relação a investimentos, uma vez que dívidas e folhas de pagamento consomem uma boa parte dos recursos. Depois, porque quem acompanhou as promessas e entende o mínimo de governança sabe que os executivos não têm plena autonomia para colocar em prática seus planos de governo. Em alguns casos, precisam do aval dos legislativos; em outros, do Judiciário; e, ainda, há situações em que lobbies e interesses de terceiros acabam por definir o que será e o que não será feito.

"Vontade política, determinação e pulso firme contam pontos, mas não o suficiente"

Como já vimos tantas vezes em outros governos, é só depois que se chega ao poder que até o mais bem intencionado candidato entende como a banda toca. Obviamente, vontade política, determinação e pulso firme contam pontos, mas não são o suficiente para garantir que o brasileiro e o catarinense verão, na prática, o resultado do que ouviram em discursos inflamados e, para alguns, bastante convincentes.

Os novos governos estão apenas engatinhando e é preciso ter maturidade e tolerância para entender que nada será feito em curto prazo - principalmente com dois marinheiros de primeira viagem no comando. Do lado dos governantes, é igualmente necessário ter maturidade e tolerância para entender o que, como e quando mudar, pois a mudança que se espera, seguramente, é uma mudança para melhor. Que 2019 traga uma transformação positiva e que possamos ver, ainda este ano, alguma ação no sentido de corrigir erros e iniciar uma fase mais favorável para todos. Do contrário, a mudança será apenas de números no calendário.


OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

logo as5.png

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711