35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Ozonioterapia e seus benefícios

25 Julho 2018 08:49:00

Veterinária desmistifica utilização como potente oxidante

Franciele Gasparini


TERAPÊUTICO. Ozônio medicinal traz benefícios para recuperação de animais. No detalha, aparelho utilizado para aplicação do composto em forma de gás . (FOTO: FRANCIELE GASPARINI)


"Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma". Assim como a frase de Antoine Lavoisier, considerado pai da Química, muitos profissionais da saúde buscam nos elementos naturais soluções para tratar doenças ou acelerar processos de cura de forma mais natural, tanto na medicina humana como na animal.

Um exemplo disso é a ozonioterapia, método terapêutico que combina a utilização de um gás originado da combinação de três átomos de oxigênio e é um oxidante potente. De acordo com a médica veterinária Camilla Ceratti de Almeida, o ozônio é um elemento presente na natureza e organismos vivos e tem um poder de recuperação muito relevante quando utilizado da maneira correta, sendo que, em tratamentos combinados com antibióticos e anti-inflamatórios, pode acelerar o processo curativo, auxiliando na recuperação de processos inflamatórios, alívio de dores crônicas e cicatrização de feridas. 

Segundo a médica veterinária, apesar de ser pouco conhecido na região, o método é utilizado há alguns anos e tem se mostrado muito eficiente na recuperação dos animais tratados na Clínica Veterinária Integrativa Amigo Fiel, sobretudo associado a outras técnicas. Conforme Camilla, há milhares de pesquisas sobre a utilização desse método, que surgiu na Alemanha, durante a 1ª Guerra Mundial, e tem sido importante aliado da Medicina. "Percebemos que, quando combinamos nossos tratamentos com a ozonioterapira, a recuperação dos pacientes é muito mais rápida e eficiente, pois trata o organismo num todo", explicou a médica veterinária.

COADJUVANTE PODEROSO

Camilla informou que utiliza o ozônio como coadjuvante na medicina integrativa, pois é um procedimento natural e bastante difundido, que reduz a utilização de medicamentos convencionais e, consequentemente, agride menos o organismo dos animais. Além disso, a médica salientou que o procedimento é utilizado em pacientes estáveis e jamais em animais descompensados, em gestação, anêmicos ou com favismo, por exemplo. Para isso, são feitos exames pré e pós-operatórios, conferindo as condições de saúde e equilíbrio do paciente. "É preciso que o paciente esteja em equilíbrio. Por isso, primeiro estabilizamos a condição de saúde do animal; depois, introduzimos a ozonioterapia", completou.

BENEFÍCIOS

Entre os benefícios da técnica, estão alívio da dor; reforço do sistema imunológico; tratamento de alergias - sobretudo em pacientes idosos com problemas de pele; cicatrização de feridas; tratamento de pancreatite e doenças autoimunes; e, na ortopedia, para consolidação de fraturas. Camilla explicou que o procedimento melhora a circulação e oxigenação, principalmente em pacientes mais idosos, e também é um poderoso combatente de bactérias e fungos, atuando preventivamente em diversos casos.

O ozônio medicinal pode ser utilizado em sessões em forma de gás, óleo, aplicações subcutâneas ou intramusculares, associado a acupuntura ou aplicações retais, sendo que a concentração varia conforme a necessidade do animal. "O ozônio medicinal promove uma ação em rede em todo o organismo do animal e, em muitos casos, pode até evitar que seja necessário algum procedimento cirúrgico", ressaltou a veterinária.

AÇÃO

O ozônio medicinal age em duas frentes: combate os radicais livres através do estímulo de enzimas antioxidantes intracelulares e ajusta o processo inflamatório, uma vez que atua no sistema imunológico.



OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711