Curitibanos,
35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

No último dia da campanha de vacinação nacional, SC chega a 86,92% do público-alvo

22 Junho 2018 14:36:00

No estado a campanha foi encerrada no dia 8 de junho, mas unidades de saúde que seguem com vacina foram orientadas a continuar a distribuição.

Por G1 SC


Vacina da gripe está disponível nos postos de saúde do estado (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

A campanha nacional de vacinação da gripe termina nesta sexta-feira (22) no país e Santa Catarina atingiu 86,92% da meta do público-alvo, segundo dados do Sistema de Informações do Programa Nacional da Imunização, do Ministério da Saúde. Ao todo, 1.183.098 doses foram distribuídas no estado até as 8h30 desta sexta. Faltava a vacinação de 178.087 pessoas do grupo prioritário.

No estado, a campanha foi encerrada em 8 de junho, mas a Secretaria da Saúde pediu aos municípios que mantivessem a imunização para o público-alvo até atingir 90%.

Conforme os dados, as gestantes são o grupo prioritário que menos se vacinou, com cobertura de 69,23 %. Já os idosos foram os que mais recorreram aos postos, 98,84%.

Na capital catarinense, apenas 68,88% do público-alvo se vacinou, um dos índices mais baixos do estado.

A vacina contra a gripe está disponível em unidade básica de saúde do estado, conforme a disponibilidade de estoque.

Gripe no estado

Nos últimos seis meses, 150 casos de influenza foram confirmados no estado. Ao todo, 12 pessoas morreram. O último boletim informativo da gripe foi emitido em 20 de junho pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica.

Ao todo, 74 foram infectados pelo vírus A H1N1, 61 pelo vírus AH3N2, 9 pelo vírus Influenza B e 6 ainda aguardavam subtipagem.

O município com maior número de casos de Influenza é Florianópolis, com 22.

Público-alvo

Para se vacinar, basta apresentar a carteira de identidade. Se tiver uma doença crônica, deve ter em mãos um documento que comprove esta condição.

No caso de professores ou profissionais da área da saúde, devem apresentar um contra-cheque, carteira de trabalho ou outro documento que comprove a ocupação. Pacientes que tenham caderneta de vacinação devem levá-la para que a vacina seja registrada.

- Professores da rede pública e privada;

- Profissionais de saúde;

 -Crianças entre 6 meses e cinco anos (estão com a menor cobertura);

- Gestantes;

- Mulheres com parto recente (com até 45 dias);

- Idosos a partir de 60 anos;

- Povos indígenas;

- Portadores de doenças crônicas;

- População privada de liberdade (inclui funcionários do sistema prisional e menores infratores).

Ampliação do público atendido

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) orientou em 7 de junho aos municípios catarinenses que ainda têm vacinas em postos de saúde que ampliem o público-alvo para dar conta das doses restantes.

Com isso, além do grupo já definido como prioritário, a vacina poderá ser aplicada a crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos. Os novos grupos não são considerados como prioritários para o balanço nacional.

OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711