ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  
barra números site.png
SAÚDE

Vacina para bebês em falta em Curitibanos

Estoque da pentavalente dever ser normalizado em dezembro

Renata Wstphal


(Foto: Divulgação) /

Importante para a imunização de bebês, as doses de vacina pentavalente estão em falta nas unidades de Saúde de Curitibanos. O problema é nacional e, de acordo com a diretora de saúde do município Elizabeth França Dacol, a situação deve ser normalizada em um mês e meio na cidade. "No início de outubro recebemos cerca de 80 doses, número muito baixo. O Ministério da Saúde sinalizou que a situação será normalizada no início de dezembro", explicou. 

Entre as famílias que estão preocupadas com a imunização das crianças, está a de Indianara Leitte, mãe da pequena Helena, que completa 3 meses nesta terça-feira (29), e ainda não recebeu nenhuma dose da vacina, que previne doenças como difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e haemophilus influenza. A mãe pede atenção das autoridades para que as famílias não fiquem sem o amparo pela saúde dos pequenos. "Eu quero me recolocar no mercado de trabalho e amamento minha filha durante o intervalo do curso que faço no Senac. Ela tem contato com muita gente e ainda não foi imunizada, estou preocupada com a saúde dela", ressaltou Indianara, que registrou a situação no Ministério Público. 

Segundo a mãe, ela conversou com outras mulheres que também ficaram sem as vacinas para seus filhos e tiveram que pagar pelas doses em farmácias particulares do município. "Eu já pesquisei para vacinar a Helena, mas custa R$ 200 e eu não tenho condições de pagar isso tudo. Minha preocupação não e só com ela, mas com todas as crianças que estão correndo risco", destacou. O Ministério da Saúde declarou que o problema aconteceu, porque um estoque de pentavalente, adquirido por meio da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), foi reprovado em testes dequalidade do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Por este motivo, as compras com o fornecedor indiano Biologicals E. Limited foram interrompidas e não há disponibilidade imediata da vacina com outros fabricantes internacionais. 

Normalmente, o país demanda de 800 mil doses mensais dessa vacina, de acordo com o governo federal. O Brasil ainda não produz a pentavalente e precisa importá- la.


OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711