38 anos.png
38 anos.png
  
VARIEDADES

Mestre dos palcos

Richard Sanfér lançou ep 'Nós dois na lua' e prepara livro contando sobre sua carreira

Por Renata Westphal


(Foto: Divulgação) /

Há mais de 10 anos investindo em sua carreira musical, o curitibanense Richard Sanfér se tornou um verdadeiro mestre dos palcos. Sempre acompanhado de boas melodias, seu inseparável acordeón e microfone, o artista é cantor, compositor, músico que empreendena área e garante que com o seu talento, entrega além de música, também alegria para os ouvidos que o escutam. 

Nascido no interior de Curitibanos, fi lho de seu Valdir e dona Maria, hoje o artista canta ao lado de vozes conhecidas nacionalmente como Sorocaba e Thaeme. Richard foi estudante do Núcleo Municipal Professora Teresa Lemos Preto e da EEB Casimiro de Abreu. O cantor conta que a música faz parte da sua vida desde os 9 anos. "Ainda morava no interior, conheci o teclado através do amigo Flaviano que sempre estava em nossa casa.

Ele tocava o instrumento e eu  bastante curioso, comecei a perguntar e estudar com ele. Não demorou muito, já estava animando as noites pós-trabalho da agricultura no sítio", recorda. Depois disso, através de muito esforço, conseguiu comprar seu próprio teclado e por ir estudar na cidade, foi tendo oportunidades para tocar em bandas e sua carreira se desenhando. "Muita coisa aconteceu, vários desafios, aprendizados, mas o desejo ardente de  viver de música e respirar essa arte, nunca deixou de existir", relata Richard, que sempre contou com apoio da família e hoje carrega no currículo o domínio do piano, acordeón e violão. 

Do universo sertanejo, o artista passeia por vários estilos musicais e dependendo do ambiente, torna o repertório eclético, garantindo que sua maior inspiração são as pessoas. "Compartilho alegria, depois que entendi o real signifi cado do que podia fazer com a música, ela se tornou ainda mais prazerosa. Vivo minha arte, dou o sangue por ela e faço a diferença por onde passo. Me inspiro em grandes ídolos dentro do cenário da música que sigo o modelo, afi nal muitos já chegaram onde eu quero estar. 

Tenho o privilégio de ter alguns como amigos hoje, muito enobrece e me deixa feliz, realizado por tais feitos, pois um dia também já sonhei viver o que estou vivendo.  Entendo que é parte de algo maior que está por vir", destaca. 

Curitibanense  cantou ao lado do cantor Sorocaba (Foto: Divulgação) /

Após um ano desafiador para o mundo todo, com pandemia, Richard encerra 2020 contabilizando dois lançamentos "Nós dois na Lua", com participação do Sorocaba e "O beijo mais estourado do Brasil", disponíveis no Youtube e Spotfy. "Estou lançando algumas músicas que gravei em São Paulo na FS Produções Artísticas, tive o Sorocaba acompanhando todo o processo, auxiliando, direcionando e isso deu um norte incrível. Estar no meio de grandes artistas do cenário nacional nos faz aprender muito sobre como funciona o negócio da música, está sendo incrível", comenta orgulhoso. 

Ainda sobre 2020, Richard conta que algumas programações tiveram de ser adiadas por conta da Covid-19 e algumas medidas exigiram, inclusive, a reinvenção dos artistas. "De forma rápida lançamos lives, com eventos atrelados no formato drive-thru, sendo os maiores eventos nossos realizados até hoje, pudemos através do público fiel e parceiro que sempre me acompanha, fazer doações de mais de cinco mil quilos de alimentos e mais de 1 mil porções solidárias entre o Entrevero e Feijoada do Sanfer, para famílias de Curitibanos", relata. 

Do menino do interior que hoje conquista palcos ao lado de músicos renomados, o principal conselho para quem também deseja seguir na carreira musical é a determinação. "Entendo a música como um negócio similar a qualquer outro. Exige gestão, foco, investimento material e intelectual. Independentemente de onde estiver, o que vai determinar a evolução é a disposição que você direciona. Considero a música incrivelmente ciumenta, ela te quer por inteiro, quer sua atenção, dedicação e acima de tudo as suas ações rápidas", indica, acrescentando que um bom relacionamento com as pessoas e se demostrar interessante, também fazem parte das chaves do sucesso. "Não ter medo de errar é algo que muda todo um negócio, se não está errando, é porque está fazendo pouco. Tenho imagens na memória exatamente de como e quando as coisas vão acontecer e assim a vida segue, sem absolutamente ninguém me impedir de realizar o que está no meu coração", finaliza. 

Com planos para 2021, o curitibanense prepara o lançamento de três novos hits do ep "Nós dois na Lua", até junho, e do livro "Dez mil dias" com histórias e experiências vividas durante toda sua carreira musical. 




OculoseCia.gif
Conexão master site.png

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711