ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

Grupo de SC confecciona bonecos para doar a crianças carentes

Por NSC TV


(Foto: Reprodução/NSC TV)

Um grupo de mulheres de Joinville, no Norte do estado, confecciona bonecos de pano para doar a crianças carentes de todo o Brasil. O projeto Bonequeiras sem Fronteiras começou depois que a coordenadora na cidade se sensibilizou com um caso de São Paulo. Os bonecos feitos por elas já foram enviados até para crianças venezuelanas em Roraima.

Fora do horário de trabalho, as mulheres usam uma sala de uma consultoria de recursos humanos para a produção. O projeto Bonequeiras sem Fronteiras é nacional. Em Joinville, quem coordena o grupo é Laurene Meyer. 

"O grupo está fazendo bonecas há sete anos. Começou a partir de uma invasão que teve em São Paulo, que destruíram tudo, e a nossa coordenadora Andreia Cordeiro viu que as crianças tinham saído sem nada e pensou 'eu preciso fazer uma bonecas para essas crianças'. Reuniu as amigas e daí o grupo só cresceu", relatou. 

Sem conhecimento prévio 

Outra participante é Estela Wernke, que sempre fez ações sociais. No ano passado, ela, conversando com Laurene sobre uma iniciativa que ia fazer com entregas de chocolates para crianças, soube do projeto e resolveu participar. Ela contou que não é preciso ter conhecimento prévio.

"Não sabia nem ligar a máquina de costura e aí eu participei desse projeto. Eu digo que ela [Laurene] plantou uma sementinha em mim. Então eu me inscrevi, fiz o curso de corte e costura, curso de bonecas e fiz as minhas bonecas", disse Estela. 

No ano passado, foram confeccionadas cerca de 2 mil bonecas por voluntárias de todo o Brasil. Um dos destaques foram bonecos de meia e fibra, feitos à mão. "Em 20 minutos, tu fazes um boneco desse. É só cortar a meia e encher, fazer a costura, colocar o gorro na cabecinha e está pronto o boneco", relatou a voluntária Chrystianne Dippe. 

O projeto atende crianças carentes, em situação de risco ou que perderam tudo em algum desastre. Em dezembro passado, as bonecas naninhas, que são brinquedos e também travesseiros, foram enviadas para crianças venzuelanas refugiadas em Roraima. 

"A gente organiza as entregas. Desde o início do ano, já temos quem vai receber, quantas crianças são, para a gente se organizar. As 'bonequeiras' são convocadas em todo Brasil para fazer a sua produção. A gente concentra todas as doações em Curitiba e de lá a gente tem a distribuição e a 'bonequeira' responsável por aquela instituição, seja em qualquer lugar do Brasil, vai receber as bonecas e fazer a entrega", contou Laurene. 

Ainda em dezembro, as crianças de um centro de educação infantil da zona Sul de Joinville também tiveram uma grata surpresa: receberam bonecos de meia feitos pelas 12 voluntárias da cidade. 

"É muito gratificante. É um retorno lindo isso aqui, tu veres as crianças abraçarem isso aqui, sentir o carinho que tu colocaste no trabalho, isso é importante", afirmou Chrystianne.



OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711