ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  
ADOÇÃO

Amor à primeira vista

Há quase um mês, Júlia chegou ao lar de Mariza e Vilmar

Kalyane Alves


Gestada no coração, Júlia transformou a vida de Mariza e Vilmar. (FOTO: KALYANE ALVES)

Após uma gestação de três anos e meio, no último mês, o casal Vilmar Pazini e Mariza de Jesus Machado recebeu em adoção a pequena Júlia Cecília, pesando 2,790 Kg e medindo 48 cm. A chegada da menina foi fruto de um sonho antigo compartilhado pelo dois, que, apesar de já terem filhos biológicos, queriam ter o prazer de amar alguém que nascesse do coração.  

Entre as exigências do casal, na escolha das características do bebê, estava apenas de que fosse menina e tivesse até 5 anos. Segundo eles, após entrarem na fila de adoção, os dias tornaram-se longos até vinda de Júlia. "Quando nos ligaram do Fórum, achamos que era para levar mais documentos e, chegando lá, a assistente social nos deu a melhor notícia de nossas vidas", relembrou Vilmar.


O casal esperava por Júlia desde 2015. (FOTO: KALYANE ALVES)

Para receber a filha, precisaram organizar tudo em menos de dois dias e, quando foram ao hospital conhecê-la, já estavam com roupas e o bebê-conforto prontos. Ao entrar na sala onde ficam os bebês, Vilmar conta que já sabia quem era Julia antes de mostrarem a menina a eles. "Foi um encanto tão grande que não só os nossos, mas os olhos da Julia brilharam também. Ali estava o amorzinho que tanto esperamos", contou, emocionado. Já Mariza relatou que, quando viu a filha pela primeira vez, sentiu que teria uma companheira para a sempre.

Trazendo vida, amor e luz, em menos de um mês, Júlia modificou a rotina do casal de todas as maneiras. Segundo a mãe, já havia um quarto a esperando, porém, por ainda estar com quase dois meses, a bebê dorme no quarto do casal. Mesmo gerada no coração, a nova mãe diz sentir-se como se estivesse de dieta e passado pelo parto. Ela até mesmo tentou realizar procedimentos para que pudesse amamentar, mas não obteve sucesso.

Em pouco tempo, a menina conquistou o coração dos familiares. No último domingo (21), os pais realizaram o chá de bebê de Júlia e receberam muitos presentes. O casal afirmou que o amor pela filha é grande demais e não conseguiriam viver sem ela, apesar de o processo da adoção ainda não estar concluído. "O futuro sempre é incerto, porém, sabemos que, para nossa menina, jamais faltará amor e educação", concluíram.



(FOTO: KALYANE ALVES)


OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711