ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  
TRÂNSITO

Alerta para infrações no trânsito curitibanense

Polícia Militar aponta que motorista sem cinto é infração mais comum desde início do ano

Renata Westphal


Usar celular durante a direção é a quarta multa mais comum entre os motoristas curitibanenses (Foto: Renata Westphal) /

A falta do uso de cinto de segurança é o principal motivo das multas de trânsito em Curitibanos. Este resultado foi apontado por levantamento da Polícia Militar.

Seguido desta infração, a circulação de veículos sem licenciamento, estacionar em locais proibidos, conduzir veículo utilizando celular e passageiros sem cinto de segurança, aparecem entre as cinco principais infrações no trânsito curitibanense. 

Além da falta do cinto de segurança entre os motoristas, a quinta infração mais registrada no município é a falta do uso do equipamento, também, entre os caroneiros. 

O tenente da Polícia Militar Vitor da Silva Souza, destaca que a responsabilidade do uso do cinto do caroneiro é do motorista. "Nem sempre os motoristas cobram que o carona use o equipamento de segurança, mas é de extrema importância que todos os ocupantes do carro estejam devidamente equipados", ressaltou.

Dirigir sem cinto de segurança é considerado infração grave. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista enquadrado nessa irregularidade é punido com a perda de cinco pontos na carteira de habilitação e obrigado a pagar multa no valor de R$ 195,23.

A segunda infração mais comum, são os veículos que trafegam sem licenciamento. Essa é uma infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além de remoção do veículo.

Celular e direção

De acordo com o tenente Vitor, a falta de atenção no trânsito está entre as principais causas de acidentes e está diretamente ligada com o uso de celular durante a direção. Os flagrantes acontecem por controle através de videomonitoramento, feito pelos agentes de trânsito.

A infração também é classificada como gravíssima pelo CTB, a multa é de R$ 283,47, além de sete pontos anotados na CNH. A multa ainda pode ser combinada com a infração de condução de veículo sem as duas mãos ao volante, que custa R$ 130,16 e mais cinco pontos anotados na carteira.

Vitor explica que a ação de estacionar em desacordo com a regulamentação especificada pela sinalização, acontece, principalmente, em frente às escolas do município, durante o horário de chegada e saída dos alunos, quando os responsáveis não respeitam a sinalização de área de embarque e desembarque já estipulada para não gerar tumulto no local. "A Polícia Militar tem notado os motoristas que não estão obedecendo a sinalização, principalmente durante as rondas escolares que fazemos, mas também é uma prática comum nos estacionamentos reservados para deficientes, idosos e viaturas", destacou.


(Foto: Kalyane Alves)/

Acidentes de trânsito 

O excesso de velocidade e o consumo de álcool acompanhado da direção, são as duas principais causas de acidentes no trânsito em todo o Brasil e, segundo o tenente, Curitibanos não foge a essa regra. As avenidas com maior número de acidentes são a Salomão Carneiro de Almeida e a Vidal Ramos, no Centro, já acidentes com vítimas, são mais frequentes nas avenidas Leoberto Leal e Lions, onde o fluxo de veículos em alta velocidade são mais comuns.

Em 2018, as multas geradas por excesso de velocidade marcaram de 20% a 50% mais velocidade que o permitido nas vias de Curitibanos. De acordo com Vitor, esses dados são utilizados para direcionar o monitoramento feito pela PM, que passa a ser mais extensivo nos locais onde mais apresentam riscos. "Felizmente com o trabalho que temos feito na cidade já sentimos resultado", disse ainda, que de janeiro até o último dia 23, 155 acidentes de trânsito foram registrados em Curitibanos. No mesmo período do ano passado 221 foram tendidos pela PM, o que representa a redução de cerca de 42,5%.





OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711