35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

'Nem tão Doce Lar' em SCS

12 Março 2018 10:56:00

Exposição revela cenas da violência doméstica

Claudia Sena


EXPOSIÇÃO. Mostra busca superação da violência doméstica (Foto: Divulgação) /


Como parte integrante das festividades alusivas aos 26 anos de São Cristóvão do Sul, nesta segunda (12) e terça-feira (13), das 8 às 17 horas, na Câmara de Vereadores, a Secretaria de Assistência Social traz à cidade a exposição itinerante "Nem Tão Doce Lar".

Organizada pela Fundação Luterana de Diaconia (FLD), a exposição busca, por meio da interatividade, popularizar o debate sobre a violência doméstica e familiar, na perspectiva da efetivação das políticas públicas, constituição de redes de apoio e empoderamento de grupos de mulheres. 

A ideia é montar no espaço público uma típica casa familiar, com móveis, utensílios domésticos, objetos, informações e imagens que denunciam a violência doméstica sofrida por mulheres, idosos, pessoas com deficiência, crianças e adolescentes. "A exposição apresenta-se como uma proposta de superação dessa violência e alerta para o tema de que a casa, em princípio espaço de aconchego, cuidado, resguardo e amor, pode esconder um labirinto de situações contraditórias e, muitas vezes, violentas. Olhando com atenção, descobrem-se alguns indícios, provas tênues, mascaradas, que eventualmente desaparecem devido a justificativas aceitas pela sociedade em geral", adianta a secretária de Assistência Social Katia Silva.

Além disso, segundo a secretária, com o objetivo de criar e fortalecer redes de apoio entre instituições da sociedade civil e órgãos governamentais, visando erradicar a violência doméstica, uma oficina de preparação de acolhedores será promovida, como forma de atualizar o debate e compartilhar a metodologia de acolhimento e registro.

Interessados em participar podem realizar sua inscrição na Secretaria de Assistência Social ou no local do evento, no início da exposição, lembrando que são duas turmas, uma para cada dia do evento. "Já a réplica da casa será aberta para visitação do público no dia 2 de abril, com local e horários a serem definidos e, posteriormente, divulgados", concluiu.

SAIBA MAIS 

A mostra nasceu a partir de uma exposição internacional chamada Rua das Rosas, criada pela antropóloga alemã Una Hombrecher, com o apoio da agência Pão Para o Mundo (PPM). A proposta inicial foi apresentada em Porto Alegre (RS), em 2006, durante a 9ª Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI).

Posteriormente, a partir de um amplo processo de construção coletiva, a exposição recebeu o nome "Nem Tão Doce Lar", que faz alusão à citação Lar doce Lar, muito comum em casas brasileiras. Assim também nasceu a marca "Nem Tão Doce Lar", criada a partir de um delicado bordado em ponto de cruz, emoldurado como um quadro. Esse quadro, representativo do que deveria ser o ambiente familiar, amoroso e cheio de cuidados, está quebrado, indicando um ambiente violento.




OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711