ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  
VARIEDADES

Vida em duas rodas

04 Janeiro 2019 14:03:00

Mecânico fala sobre a liberdade proporcionada pelas viagens de moto

Rubiane Lima


Depois de muita pesquisa, o mecânico decidiu inovar e usar sua criatividade para construção do drift trike (Foto: Divulgação) /

Seja para o lazer de fim de semana ou em atividades do dia a dia, apaixonados por motos nunca deixam as duas rodas de lado, considerando essa, a sua verdadeira liberdade de movimentação. Assim pode começar a ser descrita a história do mecânico Flávio Moreira, que, desde criança, só teve sua paixão aumentada pelas motocicletas e, agora, conseguiu criar seu próprio drift trike para manobras.

Flávio conta que o interesse por mecânica começou com seu pai Adão Pedro Moreira, que sempre trabalhou como mecânico de linha pesada de veículos a diesel. "Meu pai nunca gostou muito de motos, mas eu, desde criança, ficava fascinado e, como ele era mecânico, sempre tive contato com este mundo", lembra, explicando que, como sempre foi curioso para saber como as coisas funcionavam,foi se interessando pela mecânica de motos e descobriu sua verdadeira vocação e paixão. "Hoje, eu trabalho com o que realmente gosto e não consigo ficar nem um dia sem ouvir o ronco do motor das motos", afirma.


Desde criança Flávio é um grande apaixonado por motos e velocidade (Foto: Rubiane Lima) /

Foi aos 12 anos que Flávio aprendeu, com amigos, a pilotar. Durante o tempo de aprendizado, teve algumas quedas e até fraturas, mas nada que o fizesse desistir de andar de moto. O que era lazer se transformou em trabalho há mais de 12 anos, quando Flávio iniciou na profissão de mecânico. Hoje, é proprietário da FL Motos, ao lado do sócio Leandro Almeida.

Dentro da profissão, ele garante que as motos são como os carros, onde a tecnologia está sempre sendo inovada e exige conhecimento técnico. Para se aprimorar, Flávio está sempre pesquisando e conta com espaço em sua oficina, para atendimento de motos custom e de maior cilindrada. Nos momentos de folga, está sempre buscando por novas trilhas e, no último ano, criou seu próprio drift trike, uma espécie de triciclo utilizado para fazer manobras. "Não é algo que vem pronto de fábrica, são os mecânicos que criam e personalizam. Eu tinha vontade de fazer e fui construindo nas horas de folga; agora, tenho mais esse equipamento para diversão", relata, acrescentando que já tem encomendas de pessoas interessadas.

Para o mecânico, ainda há preconceito relacionado a motocicletas, mas ele define como um estilo de vida que precisa ser respeitado. "A moto nos traz uma liberdade que o carro não consegue, pois é como estarmos presos dentro de uma caixa", compara. Garantindo a continuidade dessa paixão pelas duas rodas, Flávio brinca com seu filho Pedro Henrique, de 2 anos, que, desde antes de nascer, já ouvia o ronco dos motores. "Assim como eu, ele vai crescer nesse meio e é impressionante o quanto gosta do barulho e da movimentação da oficina", conclui, aconselhando que todos tenham moto, seja pela liberdade proporcionada, espírito de aventura ou economia.



Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711