35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Vascaíno de carteirinha

09 Novembro 2018 17:02:00

Desde criança, Xande assistia aos jogos com seu pai e o amor pelo Vasco da Gama só foi aumentando

Rubiane Lima


Coleção do vascaíno conta com mais de 30 camisas e outros artigos relacionados ao time. (FOTO: RUBIANE LIMA)

Não perder nenhum jogo e sentir o coração disparado a cada lance é o dia a dia vivido por quem torce por um time. Quando a paixão aumenta, a ansiedade e alegria em cada vitória se multiplicam, da mesma forma que os amigos e o convívio entre pessoas movidas pela mesma paixão. Assim é a vida do curitibanense Alexandre Anderson, de 35 anos, o Xande, que se considera um torcedor fanático do Vasco da Gama, sendo criador, inclusive, da Torcida Vascaína Curitibanos (TVC), que comemora três anos, com festividade neste sábado (10), a partir das 19h30', no Pinheiro Tênis Clube (sede campestre). 

Natural de Curitibanos, Alexandre recorda que começou a assistir aos jogos do Vasco incentivado por seu pai Arlei Anderson (Xeréco), também torcedor da equipe. "Ele nunca precisou forçar nada, a paixão pelo Vasco surgiu naturalmente e só foi aumentando com o passar dos anos", conta. Ele lembra que assistia aos jogos em casa no início dos anos 90 e, mesmo ainda criança, começou a aprender sobre futebol e o esporte passou a fazer parte da sua vida.

Segundo Xande, ele viveu a época de ouro vascaína durante sua adolescência, comemorando diversos títulos de 1997 a 2001. Entre as vitórias, destaca dois campeonatos brasileiros, em 1997 e 2000, sendo o último atípico, com disputa da final em 2001, aumentando a tensão entre os torcedores. Além disso, comemorou os títulos do Campeonato Carioca de 1998; Campeonato Rio de Janeiro/São Paulo de 1999; Libertadores em 1998; e Campeão Mercosul, em 2000, lembrado como a virada do século. "Você pode perguntar para qualquer vascaíno o que ele estava fazendo e onde ele estava neste jogo que ele vai lembrar, pois perdemos de 3 x 0 no 1º tempo do jogo e, no 2º, vencemos por 4 x 3. Foi uma virada histórica e lembrada até hoje", ressalta.


Entre as atividades da TVC, estão viagens para assistir a jogos, como o realizado no Rio de Janeiro em 2016. (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Em 2011, Xande estava no estádio, em Curitiba, assistindo à final da Copa do Brasil, com os amigos Eduardo Schmidt, André e Guido Martarello, quando o Vasco ganhou título inédito jogando contra o Coritiba, e lembra que, durante os acréscimos, percebia a tensão da torcida. "Vi muitos torcedores virando de costas ou saindo do estádio, por não aguentar a tensão dos últimos minutos de jogo, mas, na hora que vencemos, é difícil de descrever tamanha emoção", relata.

Além da alegria das vitórias, o torcedor explica que a paixão por uma equipe de futebol traz grandes e inúmeras amizades, conquistadas em qualquer lugar que estiver. "Os vascaínos sempre têm papo entre si, você nem precisa conhecer a pessoa, mas vai ter assunto e firmar uma nova amizade graças ao time, independente da idade, pois o futebol tem o poder de unir todas as gerações", afirma.

Entre as maiores emoções de sua vida de torcedor, Xande lembra o dia em que pisou pela primeira vez no Estádio do Vasco da Gama, o São Januário, no Rio de Janeiro, em 2006. "Foi muito mais emocionante que conhecer o Maracanã, pois, naquele momento, eu estava realizando um sonho que tinha desde criança", garante. Para ele, a torcida vascaína é diferenciada pela transparência e proximidade existente entre o time, diretoria e torcedores, formando um vínculo mais próximo e forte.


(FOTO: RUBIANE LIMA)

Mesmo diante de derrotas, Xande garante que a paixão pelo time nunca diminui; pelo contrário, a torcida só aumenta para que as vitórias venham no ano seguinte. "Independente do resultado, somos vascaínos de coração e vamos continuar acompanhando e acreditando no nosso time", completa, lembrando que as brincadeiras entre os torcedores de outros times são naturais e que ser torcedor também é saber lidar com as derrotas e com as piadas dos adversários.

TORCIDA VASCAÍNA CURITIBANOS

Criada há três anos, a TVC surgiu através de um grupo de WhatsApp e, hoje, conta com mais de cem vascaínos. Além dos encontros para troca de informações e momentos de descontração, o grupo já fez viagens para assistir a jogos em Chapecó, Rio de Janeiro e Florianópolis, além de manter contato com outras torcidas, como as de Brusque, Lages, Campos Novos e Concórdia.

O grupo está com uma campanha para que curitibanenses associem-se ao clube carioca, facilitando o contato com o Vasco. "Há anos sou sócio, o verdadeiro vascaíno de carteirinha", brinca Xande.

No ano passado, a TVC trouxe até Curitibanos o ídolo da Libertadores de 1998 Mauro Galvão. Este ano, a comemoração dos três anos de torcida será com Odvan, também integrante da equipe vencedora de 1998. O evento é aberto para qualquer vascaíno e o ingresso dá direito a churrasco, bebidas e uma foto oficial com o ídolo. Interessados em participar da festividade ou integrar a torcida podem entrar em contato com Xande pelo telefone (49) 99916-0893 ou através do Instagram TVC Curitibanos.

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711