37 anos.png
37 anos.png
  
banner fake news 1.png
VARIEDADES

Produção de vinho resgata raízes familiares

Mais de 10 mil litros de vinho devem ser produzidos em 2020

Por Kalyane Alves


(Foto: Kalyane Alves)/

A produção de vinho artesanal faz parte da rotina dos moradores do interior curitibanense, que fabricam para consumo próprio. Nos últimos anos, essa cultura tem se popularizado ainda mais, com estimativa de que em 2020, entre os 24 produtores acompanhados pela Associação dos Produtores de Uva de Curitibanos (Apruvac), renda de seis a 10 mil litros de vinho. 

Como forma de resgatar a tradição familiar, há três safras, o presidente da Apruvac Felipe Granemann está produzindo vinho em sua propriedade, na localidade de Fazenda da Cadeia. "Apesar da minha geração não ter feito a bebida, sempre tive interesse, pois gostava de ouvir minha mãe contar como era feito. É possível produzir o vinho de forma bem simples, mas apenas para consumo próprio", destacou. 

Para quem tem interesse de fazer seu próprio vinho, mas não tem parreiral, Felipe indica que as uvas sejam compradas de agricultores da região. Após isso, revela os passos para produção (infográfico ao lado), e, como dicas, frisa a necessidade de calcular a por centagem de açúcar contido na uva, pois, às vezes, é preciso acrescentar para alcançar um grau mínimo de álcool, já que as uvas comuns não têm açúcar o suficiente; caso as frutas sejam colhidas, retirá-las em horários mais frios para manter o padrão do sabor; e, que, quanto mais tempo ficar amadurecendo na pipa, maior será a qualidade da bebida. 

De acordo com o vice-presidente da Apruvac Dorneli Serena, as variedades de uva transformadas em vinho, em Curitibanos, são a Casca Dura, Bordô, Niágara, Isabel, Merlot e Moscato Bailey. "Com o incentivo do projeto da Prefeitura e a assistência técnica da Epagri, a produção aumentou consideravelmente. Agora, precisamos deixar de ver de forma artesanal e passar a pensar de forma profissional", reforçou, adiantado que, para a próxima safra, a ideia é que a associação tenha um rótulo para regularizar os vinhos e comercializá- los. 

A expectativa, segundo Dorneli, é que, neste ano, também consigam produzir espumante. Em agosto, a ideia é fazer a degustação das bebidas produzidas a partir da uva no município. Para tirar dúvidas ou ter o acompanhamento da associação na produção de vinho artesanal, o contato é pelos telefones (49) 99976-0075, com Felipe, ou (49) 99129-5831, com Dorneli.



Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711