Curitibanos,
35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Araucária que teria entre 600 e 900 anos atrai visitantes na Serra de SC

30 Abril 2018 10:36:00

Produtor diz que avô quis que essa árvore fosse preservada para que futuras gerações a conhecessem.

Por NSC TV

A araucária é um dos símbolos da Serra Catarinense. Se destaca nos campos serranos e as copas que parecem coroas ficam mais evidentes nesta época do ano. Além da beleza, são fonte de renda para muitos agricultores da região: é dessa planta que sai o pinhão, por exemplo, que sustenta tantas famílias e traz o gosto do inverno.

Também como pinheiro, a araucária faz parte das paisagens da região, onde brota em abundância. Somente numa propriedade em São Joaquim, a estimativa é que haja 50 mil. E uma dessas árvores atrai a atenção de visitantes na região. O tamanho impressiona e estima-se que ela tenha um tempo de vida acima da média.

"São dados oficiais, do Ibama e da fundação Chico Mendes. Ela tem 42 metros de altura, 15 ou 20 metros de circunferência, altura do peito. Sem falar na idade, que a vida média de uma araucária é de 350 a 450 anos. Essa, segundo os biólogos tem entre 600 e 900. Então imagina, quando foi descoberto o Brasil ela já estava aqui", disse o produtor Antônio Lúcio de Souza Filho.


Tronco de araucária em propriedade rural na Serra catarinense (Foto: Reprodução/NSC TV) 


Ele é neto do dono da propriedade onde fica a planta. "Ela foi preservada porque era uma das maiores da propriedade do meu avô, que disse que essa aqui jamais seria abatida para que futuramente os netos e bisnetos conhecessem", contou.

A árvore é tão grande que dá para ficar no meio do tronco dela em cima de um cavalo e ainda sobra espaço. Não à toa, essa araucária é considerada uma das maiores do Brasil.

"A história dela que eu conheço é que ela está aqui até hoje por motivo que na época que o pessoal cortava o pinheiro não havia serra suficiente para poderem derrubar a araucária. Então eu considero ela como uma araucária de muita sorte, porque eles não conseguiram tombar e ela sobrevive até hoje", disse Joana Arruda Souza, dona de uma pousada na região.

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711