35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Salve, salve a segurança pública!

18 Setembro 2018 11:54:00

Franciele Gasparini

Em um momento em que a Segurança Pública Nacional ganha destaque em nível mundial, enquanto muitos opinam sobre as condições que levaram o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro ser vítima de atentado, em via pública, quando caminhava entre seus eleitores, é preciso pensar em humanidade.

E quando se fala em humanidade não podemos deixar de voltar os olhos para o serviço prestado por nossos policiais civis, militares, peritos, bombeiros e socorristas, que deixam seus lares e familiares para defender a integridade de outras famílias.

Apesar de todas as dificuldades, com cortes de gastos, plantões intermináveis, rotinas exaustivas e falta de efetivo, esses profissionais mantêm-se firmes, responsáveis e atenciosos, pois lidam com situações mais obscuras da nossa sociedade, ou seja, problemas que ninguém quer resolver, mas eles precisam ir a fundo, investigar, driblar as mentiras e honrar o compromisso com a verdade.

São esses profissionais que enfrentam todas as adversidades de tempo e espaço em busca de uma solução rápida para ações criminosas e, ainda assim, trabalham o dobro em busca da prevenção dessas ações.


"Parabéns á todos que têm a paixão por desempenhar essas

funções tão fundamentas para nossa cidade"


Meu dia a dia de jornalista permite acompanhar um pequeno recorte dessa rotina. Quando um policial, delegado, perito ou bombeiro deixa a sede de sua guarnição, leva consigo muito mais que apenas força, seriedade, ética e profissionalismo. Ele precisa ter uma carga emocional extra para lidar com a adrenalina e as cenas chocantes que a humanidade produz através da violência.

Exemplo da conduta humana e dedicada dos nossos profissionais da Segurança Pública ocorreu na última semana, quando uma força tarefa entre Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, através do cão Hunter e bombeiros especializados, localizou um cadáver dentro de dois barris de óleo, no interior de Ponte Alta do Norte, submerso no Rio Marombas. Certamente, a família passou dias e noites de angústia em busca de respostas que foram alcançadas com um intenso trabalho de investigação que ninguém vê, pois acontece nos bastidores, mas que merece desta- que na sociedade.

Nossa região sofre com a falta de efetivo para o desempenho desses serviços, os profissionais desdobram-se e desgastam-se a fim de não deixar a situação desandar, fazem mais e melhor sempre. Eleições chegando, e rogamos que os novos eleitos possam olhar com mais carinho para a Segurança Publica da nossa região. Acredito que a sociedade tem um dever importante em reconhecer quão fundamentais são esses profissionais, que façamos nossa parte para mante-los motivados a garantir nossa segurança, e que também possamos colaborar com seu trabalho. Parabéns a todos que tem a coragem e a paixão por desempenhar essas funções tão fundamentais para nossa sociedade.

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711