35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Os tempos são outros

17 Agosto 2018 11:00:00

Kalyane Alves

NNa minha época, as coisas eram diferentes'. Essa famosa frase

soa aos nossos ouvidos, praticamente, todos os dias. Quem nunca

ouviu isso dos pais quando queria fazer algo e eles não deixavam?

Ou quando surgia uma história macabra de alguém da sua

idade? Sabe o que é o pior de tudo, ou não, sei lá, que eu, uma mera

pessoinha de 20 anos, já estou falando isso.

Apesar de ser de uma geração recente, analiso muitas mudanças

da minha época de escola e infância. Pode ser que uma das

causas seja a mudança diária de tecnologia. Porém, em partes,

talvez, os pais ficaram mais liberáveis. Esses dias, conversava com

a minha avó sobre as dificuldades, comportamentos e consequências

dos jovens da era dela. Desde aquela época, já existiam

meninas de 14/15/16 anos grávidas. Agora, visualmente falando

e sem julgamentos, parece que esse número aumentou.

As consequências da falta de ouvir os pais não se dão só no resultado

de uma gravidez precoce e indesejada, mas de uma vida

interrompida muito antes do que deveria. Como o caso do adolescente

esfaqueado na saída de uma danceteria, alguns dias atrás,

em nossa 'pequena' cidade. Quando esse tipo de situação acontece,

as pessoas se indignam, jogam palavras absurdas na web,

porque pessoalmente, digamos que a coragem falte. Eu me pergunto:

'Onde estavam os pais dessas crianças?'.

É claro que na minha época escolar, não tão distante, queríamos

ir a festas, uns até mentiam para os pais para irem. A lei existe

para casas noturnas não receberem menores de 16 anos, não

venderem bebidas alcoólicas e etc, só que como sempre aprendi

em casa, se meus pais dizem não, é não, se meus pais deixam eu

ir, o bom comportamento prevalece. Não é ter medo dos pais, mas

sim respeito pelo que já vivenciaram.

Jovens, querem ir numa festa? Vão, mas por favor tenham decência,

se portem como alguém da sua idade. Estou cansada de

ver adolescentes contanto 'Nossa, bebi todas', e daí? Isso é ser legal

para você? Acredite, isso é horroroso. Podem me chamar de

quadrada, antiquada, só que de uma coisa eu sei, nunca precisei

passar a vergonha de ser carregado por alguém. E agora, uma profissional

formada, com apenas 20 anos, digo, isso sim vale a pena

buscar. Seja alguém que as pessoas admirem e queiram por perto,

pense no futuro, viva o agora, mas de forma consciente.

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711