35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Lula deve morrer!

19 Janeiro 2018 10:16:00

O Brasil está em uma encruzilhada decisiva para o seu futuro


(Foto: Divulgação) 

Quem me conhece, sabe que eu jamais desejaria a morte de alguém, mas que o título te chamou a atenção, quero crer que chamou! Seja amor ou ódio por essa figura, nas rodas de conversa e, principalmente, nas redes sociais, o assunto principal gira em torno do dia 24 de janeiro. Alegria para uns, medo para outros, a expectativa para o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio "Lula" da Silva, sobre o caso do apartamento triplex, está em todos os cantos do país. Se ele for condenado vira mártir, se ele não for, a Justiça desse país cairá no senso comum de que não funciona. 

Falar sobre política é entrar em tema espinhoso, criar inimizades, gerar antipatia e ter pensamento próprio, não tem sido uma boa saída em algumas rodas de conversa, mas, nesse caso, quero acreditar que ter suas próprias convicções seja importante. É inegável que o Lula é uma das principais personalidades políticas do Brasil e já registrou seu nome profundamente na história do país, mas, talvez, para variar um pouco, seja importante que ele seja condenado por alguma coisa para reativarmos o pouco que resta de confiança na política nacional.

Em suma, o Brasil está em uma encruzilhada decisiva para o seu futuro, principalmente num ano como esse, de novas escolhas. Independente de Lula ou Bolsonaro, nomes mais falados, a única certeza que já podemos ter é que este ano, o país vai "pegar fogo" e no meio desse redemoinho todo, estamos nós, que apesar de considerar o termo chulo demais, vamos servir como massa de manobra para quem não está nem aí para os problemas da grande massa e corre mais atrás de seu benefício que, de fato, de suas funções.

Entre ameaças, xingamentos, redundâncias e senso comum, a verdade é que se perdeu o respeito de ambos os lados no país. De um lado políticos visados que não precisam mais esconder os ajustes e compras de votos políticos, enquanto do outro, estamos nós, assalariados que precisam que, no mínimo, a Saúde e a Educação estejam em funcionamento para conseguir sobreviver.

Não adianta ficar bravo comigo por eu defender uma condenação, nem com seu vizinho, com seu amigo ou com sua família. Tenha seu próprio pensamento, pesquise, estude e vote com a confiança de que está fazendo a coisa certa. Faça o que quiser, mas não deixe de respeitar a opinião contrária e não seja você, o combustível para aumentar ainda mais, essa fogueira de irritabilidade e conclusões.


JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711