Curitibanos,
35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Territórios na Educação Infantil

25 Junho 2018 11:49:00

Sulisia Westphal



Mais uma vez fui surpreendida pela criatividade coletiva dentro de uma Creche Municipal no norte da Ilha de Santa Catarina: A Creche Doralice Teodora Bastos. Faz menos de um mês em que participei de um momento na Reunião Pedagógica desta Unidade, quando pela primeira vez ouvi professores dialogando sobre o planejamento dos "Territórios" no espaço da Creche. Discutiam o que deveria estar disponibilizado em cada espaço, ou seja, em cada território, e quais seriam as temáticas. Metodologia que envolve toda a Unidade do planejamento à execução: organização, acompanhamento das crianças, limpar e guardar diários. 

Sempre apreciei as características do pátio: tamanho enorme, bem arejado e arborizado, disponibilizado pela Prefeitura para as crianças do Berçário ao Grupo 5/6 da Educação Infantil. Crianças e famílias que considero privilegiadas diante da amplitude convidativa ali oferecida.

Depois de alguns dias, retornei coincidentemente na primeira semana em que tudo estava funcionando. Fiquei emocionada diante do que encontrei. Tive que fotografar para compartilhar e, quem sabe, com estas pinceladas sobre a Metodologia ali aplicada, poder inspirar outras Unidades.



Conheci trabalhos fantásticos em muitas outras creches, com ambientes decorativos, interativos com móveis, com mascotes da turma, construídos com materiais recicláveis dentro das próprias Unidades como: casinhas, sofás, pias, cozinhas, penteadeiras, balanços com tecidos, escorregadores, balanços, cortinas, painéis. Bem como o cultivo de flores, e de hortas.

Os Territórios encontrados foram:

Fazedor de comida

Era uma construção no estilo quiosque que tinha todos ou quase todos os materiais "faz de conta que funcionam", existentes em uma cozinha. Tinha criança fazendo suco de frutas, outras ralando beterraba. Tinha todo o tipo de panelas e eletrodomésticos. Quando perguntei a um profissional como conseguiram tudo tão rapidamente, contou que os objetos vêm sendo coletados desde o ano passado. Tem até água para lavar louça.

Fazendo construção

Crianças com madeiras, tocos, pequenas escadas, batendo com imitação de martelo, fazendo torres de pedaços de madeira. Brincadeira do passado e encantando para valer. Em cada território tem sempre a presença de mais de um professor mediando os movimentos. Motivando, apresentando sugestões.

Quando eu era pequeno

Também nomeado por "espaço dos bebês". Neste território estão todos os objetos ligados a bonecas, mais precisamente bebês de todos os tamanhos, carrinhos de boneca, bebê conforto, roupinhas, armários, caminhas, berços, varal de roupas, fraldários, mamadeiras, chupetas, casinha etc. O mais impressionante foi observar uma Professora fazendo as roupinhas dos bebezinhos a partir de uma meia curta. "Nilza" relata que está tão empolgada que perdeu o sono tentando imaginar como fariam as roupinhas. As meias infantis coloridas conseguem proporcionar modelos estilosos, com um efeito mágico.



Meu quintal

Espaço com terras e todas as ferramentas que envolvem o plantio.

Cantinho dos Carrinhos

Muitos carros podem ser encontrados neste espaço. De todos os tamanhos, formas e texturas. Encontrei até ônibus escolar feito com caixas de papelão.



Um detalhe importante é que nenhum objeto pode ser levado de um território para outro. Cada objeto só pode ser utilizado onde é encontrado.

Outros territórios estão sendo planejados.

Territórios

Desejo compartilhar a metodologia, que segundo a direção, envolve e exige a participação e as relações do coletivo e está encantando a todos. Nova forma do brincar sendo ampliada em sua essência, envolvendo as relações. Como todo novo movimento, com certeza demanda responsabilidades, comprometimento, e também o desejo em querer qualidade no que está sendo apresentado. Objetiva além do trabalho coletivo, experienciar, vivenciar, possibilidades diferentes, criativas, imaginativas, atrativas do brincar.

Na prática, ver, viver, trocar, emprestar, doar, vivenciar, aprimorar as relações de todos os envolvidos. Assim como cada dia uma equipe é responsável em montar os territórios, outro grupo é responsável em limpar, organizar e cobrir com lona para utilizar no dia seguinte.

Confesso que por alguns instantes desejei muito uma viagem no túnel do tempo, para voltar a ser criança, e assim, poder ser transportada diretamente para este local encantador, exatamente neste mês de junho de 2018.

Que muitos outros territórios possam se expandir a partir de sua criatividade!

Qual Território que mais me atraiu? O Fazedor de Comida e o Território "Eu Pequeno".

Bônus:

Usando meias, fazendo roupas para as bonecas


Outras ideias surpreendentes, econômicas para exercitar a criatividade dos grandes e pequenos. 


JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711