35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Espetáculo acessível

30 Abril 2018 10:15:00

Sulisia Westphal


(Foto: Divulgação)/


Foi emocionante receber o convite de uma grande amiga com deficiência visual congênita, para acompanhá-la até o Teatro Pedro Ivo, Florianópolis, para assistir a famosa peça Carmem, atualmente entre os dez melhores espetáculos, e desta vez oferecida com audiodescrição e tradução simultânea em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais.

Experiência

Faz um bom tempo, que tive a experiência de promover audiodescrição de filmes para crianças, jovens e adultos cegos e com baixa visão na ACIC - Associação Catarinense para Integração do Cego. Foi algo espontâneo, amador, que surgiu pelas vivências como coordenadora de grupos com pessoas com deficiência visual. Foram cinco anos participando com eles de vários Projetos inovadores: Em museus, em laboratório de anatomia, em feira de livros, entre muitos outros. O Projeto Cinema, cujos filmes eram escolhidos por indicações dos próprios participantes, ou dos profissionais envolvidos, acontecia mensalmente na própria Instituição.

Agora

Cinco anos depois, fiquei lisonjeada pelo convite, principalmente tendo minha colega psicóloga como "audiodescritora profissional". Antes, só disponibilizada nas grandes capitais. Caminhava orgulhosamente conduzindo duas pessoas cegas, minutos antes do início da peça, já com a platéia quase completa. Os olhares indagativos eram compreensíveis. O que poderiam contemplar durante o espetáculo, as quase vinte pessoas cegas?

Como acessar

Para acessar a audiodescrição o espectador deveria levar consigo um smartphone com aplicativo de rádio FM e fones. A freqüência, 103.0 FM, só alcança os limites do evento. Não são indicados rádios receptores de FM comuns. A própria audiodescritora regulava os aparelhos.

Sucesso

Como a peça era emocionante, com duração de uma hora e trinta, e eu estava sentada ao lado de minha amiga, acompanhei suas reações e por isso tinha certeza do sucesso da audiodescrição. O que foi confirmado na carona de volta. Por exemplo, na imagem aqui postada, ela sabia das cores e das posições dos atores durante o sapateado. Ela recebe o roteiro com antecedência, o qual tem a consultoria de uma pessoa cega antes do evento. Como nem tudo é perfeito, houve um dos aparelhos que perdeu a sintonia. Assim, ouvia tudo que acontecia, porém sem os detalhes que nós "videntes espectadores" podemos apreciar. Que venham muitos outros.

Foi realmente uma conquista que me enaltece por acompanhar diretamente os efeitos de mais essa acessibilidade. Ao mesmo tempo, reencontrar tantos ex-alunos queridos podendo ter acesso à cultura através de um espetáculo deste porte - Lei de incentivo à Cultura.

Patrocínadores:

Engie Energia Brasil e Allflex. Apoio: Iguatemi Florianópolis Coordenação: Marte Inovação Cultural Realização: Aliança Francesa de Florianópolis, Ministério da Cultura e Governo Federal*.

A Peça

De Luiz Farina, baseado na novela de Prosper Mérimée, com Direção de Nelson Baskerville, com Flávio Tolezani, (O delegado que Sofia do Outro Lado do Paraíso mandou eliminar) Natalia Gonsales e Vitor Vieira. Carmen e Dom José vivem uma trágica paixão. Na trama, ele narra o seu amor por Carmen e o motivo que o levou a prisão. Ela, simplesmente arrebata seu bom senso através da obliquidade

dos olhos de seu amor, narra seu ponto de vista em relação à história. Nova montagem do clássico de Prosper Mérimée que relata a história de uma das personagens mais conhecidas mundialmente, apresentando o contexto fascinante e perigoso da boêmia que se opõe às normas burguesas, sem temer a morte, fascinada pelo risco e capaz de prever o seu trágico destino.

Sapateados, sons, diálogos sempre atuais e comoventes.


JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711