35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Ïnvestimento parental'

27 Agosto 2018 11:59:00


(Foto: Sulisia Westphal)/


Recordo de muitas comemorações do Dia das Mães e dos Pais na Escola. Alguma como filha (ainda tenho na memória poesia que recitei no primeiro ano) e muita como professora e coordenadora de Formação e Valores. Momentos inesquecíveis. Entre eles, àqueles bem difíceis em que havia a perda da mãe ou dos pais, e mais tarde com muita intensidade a separação dos pais e conseqüente fragmentação da família.

Quando em 2006 entrei na Rede Pública, confesso que fiquei impactada com a falta destas comemorações. Hoje, percebo com outros olhos, como vem sendo intensificada e valorizada em algumas Escolas a Festa da Família.

Acompanhei uma delas, em um sábado frio, porém ensolarado com uma presença considerável de pais e filhos. Entre as propostas no convite estavam brincadeiras com seus filhos. Pular corda, pular saco, rodar pneus, andar de pernas de pau estavam entre as preferidas unindo e divertindo as gerações.

Na parte anterior estava um gostoso café da manhã e uma palestrante da Guarda Municipal que veio falar de Segurança como investimento parental. Ou seja, é uma característica comportamental observada pelos psicólogos evolucionistas em algumas espécies. Significa o cuidado que os pais têm com "os filhotes" após o nascimento, (neotenia), característica das espécies cujo filhote nasce incapaz de sobreviver por si só. E que muitas vezes é negligenciada pelos pais, quando atribuem aos filhos uma autonomia precoce, justamente quando os relacionamentos afetivos são ainda imprescindíveis.

Nos anos iniciais é freqüente encontrar mochilas completamente ignoradas pelos pais, mesmo orientados a verificá-las diariamente quanto aos conteúdos da agenda, das atividades para casa...

Entre as sugestões: Assuntos que precisamos dialogar, perguntar, acompanhar: Como foi o seu dia, o que aprendeu... Demonstrar interesse e motivar o significado de estudar. Outros temas relevantes que não poderiam passar... O que desejam para o futuro, sobre bullying, cidadania, direitos, deveres, certo/errado, entre outros.

Dois vídeos que circulam na mídia (links e letra abaixo) apresentam características valiosas, a repensar sobre esses relacionamentos: Os (Des) Conectados e Quem você convidaria para jantar. Recomendo rever caso já tenha assistido. Pode render um bom momento em família. Onde muitas vezes "estamos presentes com cabeças ausentes visitando um mundo paralelo"... E, assim, podermos "fazer o jantar" ser importante, apostando no "Investimento Parental.


DESCONECTA

Daniel Sales


De corpos presentes cabeças ausentes, visitando um mundo paralelo

Com sites na tela e olhos na rede, somos gentes mais não temos elo

Como se a vida fosse nos doar 100 anos mais

Desprezamos as pessoas, preferimos só as coisas com Bluetooth e wi-fi

Como se o tempo num loop fosse aqui se repetir

A gente segue se perdendo em muitos clicks por ai

Cê fica na tua que eu fico na minha se me irritar eu te deleto!

Curtimos postamos para selfies sorrimos

Quantas vezes não se sabe ao certo

Tanta energia nos dedos mais tao fraco o coração

Nos tornamos guardados em nos mesmos, temos pós em solidão

Fato e que a vida e o tempo não irão se repetir

E agora o que faremos, o que iremos decidir

Desliga, desconecta e sem pressa vem r o por do sol comigo!

Aqui bem agora nessa hora vou compartilhar o meu melhor arquivo

O tempo com você!

Perdemos momentos, gastamos a vida, como escravos da modernidade

Alem dos limites, a mente delira se esquiva da realidade

E viciante perigoso e tão normal

Afinal, quem não possui conexão esta por fora do analfabeto digital

Laços rompidos famílias desfeitas mas funciona o 4g

E a gente só clicando, mas continua a se perder

COM QUEM VOCÊ QUER JANTAR



JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711