35anos barrra.png
35anos barrra.png
  
Murilo.png

Seja para melhor

26 Maio 2018 00:05:00


(FOTO: DIVULGAÇÃO)

É que, nestes tempos do pós-moderno, da alta tecnologia, dos tais gigabits e terabites, aplicativos e o escambáu, é importante que o educador também se prepare para tais didáticas.  

Todavia, é inútil toda a vontade e disposição do propedeuta se não conta ele com o interesse das esferas de comando. Esta introdução remete a uma comissão, liderada pelo nosso prefeito, fazendo-se acompanhar pelo secretário municipal de Educação, indo a capital paulista para participar, percorrer e aprender em uma feira tecnológica de padrão latinoamericano, coisa grande.

Com o prefeito Dudão e o secretário prof. Kleberson, também técnicos da municipalidade encarregados de aprender e memorizar a montanha de informações e decorar a parafernália tecnológica lá exposta.

Tudo isto para que? Exatamente para adiantar o expediente e inserir a educação municipal neste contexto de modernidade, e preparar docentes para o salto de qualidade, a mudança de técnica, as novas abordagens didáticas que em curto prazo estarão em uso. Este o truque e segredo. Não esperar.

O enfoque pedagógico, a metodologia de ensino está a transformar-se

É visível pelas nossas ruas a inserção da juventude neste mundo novo. Todos a manejar iphones, notebooks, e mais traquitanas do gênero com um traquejo e desenvoltura, com uma naturalidade a deixar basbasque este escriba moreno, o mais perfeito dinossauro arcaico quando o assunto é este mundinho-mundão dos Apps.

É obvio que a educação institucional, a responsabilidade pública também deve estar atenta a estes novos conceitos.

Pelo que ouvi dizer é o adeus definitivo ao quadro negro, a lousa, o giz e o apagador. Chegam as tais lousas digitais e suas infinitas possibilidades. O enfoque pedagógico, a metodologia de ensino está a transformar-se. Oportuna então a ida da comitiva de alto nível, comandada pelo prefeito para exatamente inteirarem-se do que acontece e como fica. Já no curto prazo a vida moderna, as relações de mercado, as relações sociais, o trabalho e o emprego passam exatamente por este processo.

Assim, já na base, na dita tenra infância, no começo do processo de aprendizagem formal é importante que se dê atenção a este viés tecnológico. Definitivamente não ficaremos para trás, não estaremos absorvendo conhecimento atrasado ou superado. Ao contrário, a atualização acontece exatamente quando acontecem as coisas. São tempos novos, pensamentos novos, coisas novas que, ao menos se espera, produza um ser humano novo. Este escriba espera que este novo homem, seja também mais humano e não mecânico como as máquinas que domina. Que seja capaz de abominar e expurgar o mal.

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711