ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  
Murilo.png

Educação em pauta

O fato é que, voltando ao obvio lugar comum, não é demasiado nunca o afirmar de que o progresso de uma nação se faz com educação. Aqui, na pátria brasilis, ela vai assim meio bamba, mal das pernas, aos trancos e barrancos, avançando aos arrancos quando não marcando passo por conta dos diários equívocos do grande comando, corta verba aqui, manda verba lá onde não é urgente e assim vai.

A grande bola da vez, no processo de emasculação, é a pesquisa. Ah pois, vamos então falar de flores. Aqui, na nossa terrinha, cujas pragas do monge se nos parecem definitivamente esconjuradas, está a acontecer, no âmbito da educação municipal, um evento da maior importância e significado. A Feira do Conhecimento. O título motivacional da atividade é, de per si, um universo. Também demonstra a doação da liberdade necessária que é dada a gestores e professores das diversas unidades educacionais para abordar e desenvolver o tema que desejarem.

Pois bem, a apresentação em curso não se resume a engenhocas ou montagem de quebra-cabeças. Não, vai além e pudemos ver a multiplicidade de criações, desde as mais simples até as mais complexas, abordagens científicas, exposição de pensamentos. Um fato extraímos do contexto. Os trabalhos produzidos foram expostos e a comunidade toda convidada a ir conhecer. Que temos então? Temos que a gestão municipal da Educação, na pessoa do ilustre Secretário - Prof. Kleberson Luciano Lima, este sempre atento aos nortes gerais vindos do Gabinete do Prefeito, não se esconde, não se acovarda.

Ao contrário, se expõe e chama a comunidade para vir exercer seu senso crítico, pois os trabalhos expostos também corporificam resultados da educação ministrada diariamente em sala de aula, desde a tenra infância até as classes mais avançadas. É importante que a comunidade compareça, visite e avalie. A construção de nosso Pais, no futuro de médio prazo está exatamente presa a educação que fornecemos agora, não só os aspectos formais das ciências, humanidades e artes, mas também de cidadania e responsabilidade infundida na geração que ali está a educar-se.

Nem tudo está perdido, vemos, agora mesmo, estudantes brasileiros a receberem honras e glórias em reuniões e competições internacionais do saber. Temos professores capazes e interessados, ainda que suas remunerações estejam aquém, material, massa humana da melhor qualidade, então resta apertar os dentes e seguir em frente. Parabéns a todos.  

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711