Curitibanos,
35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

Ao dizer e ao escrever brindamos às tentativas

31 Julho 2018 11:30:00

Katia Zilio

O motivo deste texto hoje, leitor, é discutir os percalços quando escrevemos um texto. Às vezes, parece que tudo está na nossa cabeça, parece até fácil dizer aquilo que queremos, que já idealizamos tão bonito. 

Mas o que nos impede então?

Primeiro precisamos entender que a linguagem pode ser manifestação de desejo de ímpetos de fraquezas de sentimentos os mais diversos... Por isso também que não é fácil fazê-lo, pois tratar daquilo que sentimos não é muito tranquilo para todos.

No entanto podemos pensar que escrever textos, sejam quais forem, envolve mais do que somente saber ler e escrever. Não estamos tratando aqui de talento, mas sim de autoria, de responsabilidade sobre o que se escreve.

Muitas pessoas depois de deixar a escola ou o curso superior não estabelecem mais contato com a escrita de alguns gêneros textuais (como a poesia, por exemplo) e algumas manifestações literárias não são lidas constantemente pela população.

"A gente não quer só comida ..."

Lembram?

Ler e escrever são atividades cotidianas em muitas profissões e, por isso, tentamos aprendê-las durante nosso percurso escolar.

Aprender a escrever é um exercício cotidiano, pois não basta escrever respeitando a ortografia (a maior vítima da escrita, segundo a cultura popular). É preciso querer dizer e encontrar a melhor forma de fazê-lo...

Cabe o exercício de ler e escrever sempre, cabe a vontade de tentar e recomeçar constantemente...

Cabe pensar nas armadilhas da língua, mas não ser imobilizado por elas...


JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711