Curitibanos,
logo35.png
a semana-logo.png
redes.jpg
Paula.png

Para as coisas importantes, nunca é tarde demais

11 Novembro 2017 14:36:00

Ana Paula Della Giustina


"O importante é estar sempre em movimento" (Foto: Divulgação)

Alguns dizem que mudanças são difíceis. Eu digo que mudanças são diferentes. E tudo que é diferente, assusta um pouco. Mudar hábitos que cultivamos durante muitos anos é delicado e demanda de coragem, persistência e tempo. Parece penoso só de falar, não é? Porém, com o tempo, a cada recaída nos levantamos mais rápido, nos tornamos mais fortes, e vemos que é possível recomeçar.

 Qual a primeira atitude a tomar para recomeçar? Não existe uma fórmula mágica. O tempo e a forma como lidamos com ele são assuntos altamente subjetivos. Cada cultura, cada pessoa, trata de classificá-lo em etapas bem demarcadas, ainda que seja difícil fazê-lo.

 Se consultarmos o que acontece na realidade, só podemos chegar à conclusão de que na verdade nunca é muito cedo, nem muito tarde, para a maioria das experiências na vida.

 Muitas vezes, nossa vida não corresponde ao que na verdade desejamos que ela fosse. É fácil se deixar apanhar pela rotina e pelos compromissos, e pensar que viver é cumprir as obrigações familiares, com o trabalho, e ter um momento ou outro de diversão.

 Embora a maioria de nós sonhe em aprender a tocar um instrumento musical, apaixonar-se novamente, ou realizar uma viagem extraordinária, às vezes, pensamos que o tempo para realizar esses grandes sonhos já passou.

 No entanto, a vida é dinâmica, e às vezes surgem mudanças que não havíamos previsto. Esses momentos de mudança nos fazem lembrar que o tempo não é uma linha contínua e ascendente, mas também nos evocam tudo o que poderíamos ser ou fazer quando entendermos que a página seguinte de nossas vidas está em branco.

 O bom das crises é que elas nos obrigam a analisar os diferentes rumos que nossa vida pode tomar. Às vezes, é impossível voltar ao estilo de vida que levávamos antes, seja porque há um fator externo que o impede, ou porque sentimos que não podemos continuar vivendo como fizemos até esse momento.

 Lá no fundo, sempre mora um desejo escondido de algo que gostaríamos de ter feito. A boa notícia é que sempre é hora de ir em busca dele.

 Pode ser um impedimento breve que, no corre-corre diário, acaba soterrando o desejo no esquecimento. Mas não importa o tamanho de seu sonho, nem o motivo que o levou a não realizá-lo. O que vale é não desistir daquilo que mais se quer. O importante é estar sempre em movimento, buscar alternativas para se chegar onde pretende. Com cada lição, é possível acertar o caminho e continuar indo em direção ao sonho, até conquistá-lo.

 Não existe uma idade melhor ou uma idade na qual alguém perde o direito de iniciar coisas novas em sua vida. Nunca é tarde para o que nos faz feliz, e isso é algo que devemos ter muito claro em mente. O pior arrependimento que podemos ter é percebermos que a nossa vida foi uma "vida não vivida".

 Fazer o que você ama com liberdade, em plenitude, e beneficiando os outros, é a melhor coisa que você pode obter. Fazer o que você ama não deveria ser complicado, e ninguém deveria impor barreiras, nem mesmo você. Acreditemos ou não, quem mais limita o nosso próprio crescimento pessoal somos nós mesmos.

 Devemos ser valentes, ter coragem e lembrar sempre que nunca é tarde para ser feliz. Nunca é tarde para voltar a amar, para fazer uma viagem ou para adquirir novos conhecimentos e habilidades.

 Sempre que a ilusão e a imaginação forem fortes, sempre que tivermos saúde e otimismo, nada nem ninguém pode nos impor limites.


OculoseCia.gif
ConexaoMaster.gif


 

INFORMAÇÕES E CONTATO

Rua Daniel Moraes, 50, Bairro Nossa Senhora Aparecida - 89520-000 - Curitibanos/SC (49) 3245.1711

Copyright © 2015 A SEMANA EDITORA LTDA. Todos os direitos reservados.