35anos barrra.png
35anos barrra.png
  
Paula.png

Desarrumação

30 Junho 2018 07:00:00

Ana Paula Della Giustina


(Imagem: Divulgação)

"Se você encontrar um caminho sem obstáculos, ele provavelmente não leva a lugar nenhum". (Frank Clark) 

De repente tudo anda uma bagunça, são livros pra ler, matérias pra estudar, coisas pra fazer e organizar, pessoas para suportar, rotina em cima de rotina.

Quando precisamos de um tempo para arrumar as coisas, seja a mesa de trabalho, o quarto, o guarda-roupa, aproveitamos nosso tempo de folga para essa finalidade.

 Arrumação é algo importante para nos organizar, mas há outra coisa que nos ajuda bastante, que é a capacidade de refletirmos, de desarrumar algumas certezas de vez em quando.

Jean Rostand, filósofo francês, dizia que "refletir é desarrumar os pensamentos". Imaginamos que a reflexão teria a capacidade de organizar os pensamentos, mas essa organização se dá depois que conseguimos desarrumá-los. Porque refletir é abrir a mente para outras compreensões, é desarrumar os pensamentos, não para deixá-los desarrumados, mas para sermos capazes depois de colocá-los em ordem, mais ou menos como fazemos com um armário ou um guarda-roupa. Tiramos tudo de dentro, colocamos no chão e depois arrumamos de volta, organizando de maneira que possamos localizar facilmente aquilo que usaremos.

Refletir é pensar sobre as coisas, mas será que temos dado espaço para que sejamos capazes de refletir? Ou apenas caminhamos tão repletos de certezas, que não resta espaço para mais nada?

 O ser humano, em sua essência, é imperfeito. O que o permite ter conhecimento para se aperfeiçoar, alinhar seu prumo, aprender, reconhecer seus erros e comemorar seus acertos é sua capacidade de reflexão.

A reflexão leva a evolução. Consente que lancemos um olhar sobre quem somos, sobre circunstâncias que podem nos desafiar e, principalmente, nos levem a uma mudança. Matamos o velho e damos lugar ao novo.

Quanto mais pensamos, mais somos transformados. Mais obtemos conhecimento com a simplicidade de quem acaba de obter um dos maiores tesouros que se pode descobrir: a sabedoria.

O saber é fruto desta busca incessante por conhecimento, sobre si, sobre o outro, sobre a vida. Este é o princípio de uma longa jornada que começa quando somos abertos a refletir.

A correria do dia a dia, muitas vezes, nos impede de fazer diversas coisas importantes para o nosso desenvolvimento pessoal. Entre essas coisas que estão sendo deixadas de lado, está o hábito de parar para pensar. Pode ser para pensar no sentido do seu momento de vida, nos seus sonhos, ou nos seus problemas atuais. O que importa é a intenção de buscar entender o que está se passando com você.

Se cada pessoa pensasse antes de tomar qualquer decisão, ou seja, antes de agir, muita coisa seria diferente e muitas coisas ruins seguramente, seriam evitadas. Portanto, vemos que, pensar e refletir faz muita falta no dia-a-dia das pessoas.

No entanto, refletir nem sempre é fácil, porque às vezes escancaramos respostas que não gostaríamos de enxergar. Por isso, é um hábito que pode ser encarado de maneira ameaçadora. Mas busque reverter isso: não é o ato de pensar que faz com que sua vida não seja da maneira que você espera. Você já está vivendo essa vida, só está evitando pensar nela porque tem medo de agir para mudar essa situação.


JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711