35anos barrra.png
35anos barrra.png
  
Zuquelo.png

Saneamento

19 Maio 2018 09:15:00


(Foto: Divulgação)


Prosseguem as obras de implantação da coleta e tratamento do esgoto na cidade de Curitibanos, o que é motivo de júbilo, em vista da relevância desse serviço público para a saúde e qualidade de vida da população.

Com esse serviço em funcionamento, por certo galgará o município algumas posições no ranking do IDH - Índice de Desenvolvimento Humano, sabido que o saneamento básico é um dos vetores para a formação desse índice. 

Em meio a certa euforia por esta importante realização, vem à tona a lembrança do descaso a que foi relegado o município nesta área, como ocorre com grande parte dos municípios brasileiros, já que, durante a sua centenária história, não há registros de qualquer providência para a boa destinação dos efluentes urbanos.  

Dirá o vulgo, em sua candura resignada: "antes tarde do que nunca", estando, uma vez mais, com a razão. 

Ainda neste enfoque de saneamento básico, outra importante notícia foi divulgada há poucos dias, qual seja, a da implantação da estação de tratamento dos efluentes da Penitenciária Regional de Curitibanos instalada no município de São Cristóvão do Sul. 

Houve um levante de lideranças e providências de autoridades contra a situação em que se encontrava a referida instituição penal, com derramamento no leito de rio de todo o esgoto produzido, in natura, sabido que esses efluentes chegam ao rio Marombas, que abastece esta cidade, resultando a construção da estação de tratamento. 

Devidos encômios à Direção da Penitenciária, à Prefeita de São Cristóvão do Sul, ao Ministério Público, além de outras pessoas que se empenharam na causa, restando apenas um questionamento, o de que a população carcerária da Penitenciária produz os mesmos poluentes que a população em geral do município de São Cristóvão do Sul, daí que há de prosseguir a força tarefa para implantação da coleta e tratamento dos efluentes de toda a zona urbana daquele município, afastando-se a falsa ideia de que a situação está resolvida por inteiro. 

No tocante à iluminação pública, já houve menção neste espaço dos melhoramentos havidos, tanto no centro da cidade de Curitibanos e bairros, bem assim da implantação da iluminação junto à BR-470, que transformou aquela região, antes envolta nas trevas noturnas. 

Inobstante o aprimoramento desse serviço público, verifica-se que a sua manutenção requer mais atenção, vez que lâmpadas queimadas não são substituídas com a presteza desejada. Apenas para exemplificar, na Rua Paulo Pedro Pereira, trecho entre a Av. Leoberto Leal e a Av. Salomão Carneiro de Almeida, existem três postes em sequência sem iluminação há meses, aquele da esquina com a av. Salomão C. Almeida para logo completará um ano nesse estado, sem que o olhar do Poder Público tenha constatado a anomalia. 

Não é por esse serviço, por certo, que a população paga. É obrigação do Poder Público zelar pela eficiência do serviço, sem esperar a reclamação dos consumidores para realizar os reparos necessários. 


JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711