ASemana 36 anos.png
ASemana 36 anos.png
  

Os nossos sonhos

07 Março 2019 13:52:00


(Foto: Divulgação) /

Aos 18, ter a mente de 30. Aos 30, ter o corpo dos 18. Aos 20, ter a experiência de 40. Aos 40, ter o tempo dos 20. Aos 50, ter a paciência de 80. Aos 80, ter a vivacidade dos 50. 

Antes de ter filhos, viajar com os filhos. Depois de ter filhos, torcer para que eles encontrem amigos que vão viajar com eles. Antes de ter filhos, achar bonitinho um chorinho. Depois de ter filhos, chorar mais do que eles quando choram. Antes de ter filhos, o desejo de passar a maior parte do tempo com a prole. Depois de ter filhos, arranjar toda sorte de atividades extra-lar para os profissionais mirins. 

Solteiro: casar. Casado: voltar a ser solteiro. Divorciado: conhecer alguém. Namorando: conhecer outro alguém. 

Mulher magra: engordar. Mulher gorda: emagrecer. Mulher de cabelos lisos: enrolar. Mulher de cabelos enrolados: alisar. Mulher loira: ficar morena. Mulher morena: ficar loira.

Aventureiro: acomodar. Acomodado: aventurar. Agitado: aquietar. Quieto: agitar. 

Muito trabalho: diminuir o ritmo. Pouco trabalho: aumentar o ritmo. Estressado: Spa, contemplação, natureza. Calmo: adrenalina, badalação, metrópole. Metrópole: interior. Interior: metrópole. 

Pobre: ser rico. Rico: ser milionário. Milionário: ser bilionário. Bilionário: voltar a ser pobre, que era quando as coisas tinham graça. 

Decidido: duvidar. Indeciso: decidir. Filosófico: ser objetivo. Objetivo: ser filosófico.

Quem viaja: descansar. Quem não viaja: conhecer novos lugares. 

Pais de jovens que não param em casa: que eles fiquem em casa. Pais de jovens que ficam em casa: que eles saiam de casa; já que jovens com problemas (qualquer espécie de problemas) os têm por esses dois únicos motivos: ou porque são pouco caseiros (se o fossem mais, tudo se ajeitaria), ou porque são muito caseiros (se o fossem menos, tudo se ajeitaria). 

Jovens com pais diligentes: que não sejam controladores. Jovens com pais negligentes: que lhes deem atenção. Jovens com pais jovens: que não digam que pai e filho parecem irmãos. Jovens com pais velhos: que chamem seus pais de jovens.

Não tem lugar no cemitério: quero ser enterrado! O crematório está saturado de serviço: quero ser cremado!

Porque, no final, é mesmo assim: morremos tendo vivido nas idades erradas; com os corpos errados; inclinações erradas; tempo e espaço errados; ideias erradas; condições social, econômica e familiar erradas.  

Tudo é tão torto. 

Que talvez o que assassine seja sempre

E sempre

A vida-não vivida

Do morto! 

 


 

Jornal "A Semana" | Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida | 89520-000 | Curitibanos | (49) 3245-1711