35anos barrra.png
35anos barrra.png
  
Nas malhas do cotidiano

DESENLOUQUECI?

24 Outubro 2018 18:08:00


(Foto: Divulgação) /

Ontem enlouqueci. 

Hoje já desenlouqueci. 

Minha vida mental é vária:

Tão inconstante 

Que chega a ser

Hilária. 


Ontem gritei, 

Chorei, 

Delirei; 

Até que cansei. 

Hoje sou uma moça assim:

Jeito de serafim. 


Ontem briguei com marmanjo, 

Da minha mãe destruí um arranjo; 

Nem liguei.

Fiz como sempre: açúcar esbanjo. 

Hoje, cara de anjo. 


Faço graça, mas para delírios busco a cura. 

Faço graça, mas instabilidade é mal que (ironicamente) dura. 

Faço graça, mas nem sempre é fácil lidar com a própria loucura. 

Faço graça, mas sarcasmo é poesia que perdura. 


Faço pilhéria aqui.

Faço motejo ali.

Mas a verdade,

A verdade

É que não sei 

Se realmente

Desenlouqueci.


Leitores! Este é mais um dos poemas do meu novo livro "Inútil inocência". O lançamento deste livro será no dia 26 de outubro (nesta sexta), das 19 às 21h, no SESC (localizado atrás da revendedora FORD). O evento é aberto ao público. Conto com vocês. 

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711