Curitibanos,
35anos barrra.png
35anos barrra.png
  

A BRIGA DO SÉCULO

31 Maio 2018 08:49:00

Natália Sartor de Moraes


(Foto: Divulgação)/


Brigas por motivos razoáveis, outras tantas injustificáveis. Brigas com desconhecidos, por causas, por falta de causas, por justiça. Brigas, quando muito irritados, até com objetos. Brigas entre pais e filhos, entre companheiros. Brigas. A mais difícil delas: briga com a própria alma.

Brigamos com nossa alma quando ela nos indica, através de sutis inclinações e desejos irracionais a decisão que a ela seria ideal. Nós negamos. Queremos mudar a sagrada imaterialidade, a potência imutável: nossa alma.

Brigamos com ela. Esmurramos adagas. Tentamos abrir portas de aço com chutes histéricos. Brigamos. Brigamos. Brigamos. Brigamos para distorcer a alma. Para moldá-la ao que a racionalidade quer. Aprendemos desde cedo que com questões de alma não se brinca, mas só muito tarde admitimos que é igualmente inútil brigar.

Quando se briga consigo não precisamos ser excepcionalmente inteligentes para saber o resultado desse jogo. A alma berra por um caminho. A mente se esganiça por outro. A alma resplandece por uma perspectiva. A mente fica sombria. A alma mostra, aponta, pede, clama, implora. A mente esconde o desejo, quebra o dedo apontado da alma, fecha os ouvidos a clamores e humilhações.

A alma quer a vida. A mente quer o mundo. A alma quer realização. A mente quer posição. A alma quer sorrir. A mente quer impressionar. A alma quer plenitude. A mente quer poder.

Não que qualquer das duas esteja com a absoluta razão. Cada uma tem razões inerentes e verossímeis. Mas quando elas se chocam, começamos a brigar. E elas sempre se chocam.

No tempo dos conflitos: entre governo e população, entre gerações, entre mentira e verdade, entre moral e hipocrisia, entre o que está na moda e o que se almeja de fato; ouso cogitar que o maior de todos é um choque bem mais delicado e muito menos visível: o choque entre o que queremos e o que querem de nós. O choque entre racionalidade influenciada e sentimento independente. O choque entre imaterialidade sussurrada e matéria gritante.

O conflito de uma era.

A briga do século.

JORNAL "A SEMANA"
Rua Daniel Moraes, 50, bairro Aparecida
89520-000  -  Curitibanos/SC  -  (49) 3245-1711